Você sabe o que é Pix? Quem acompanha as notícias já deve ter ouvido falar desse tema. Afinal, o assunto foi bastante difundido nos últimos meses. Uma vez que se trata de uma novidade muito interessante para realização de pagamentos.
A nova modalidade de pagamentos permite transações financeiras em seis segundos e está disponível 24 horas por dia, sete dias por semana. Sendo assim, para que você entenda mais sobre o assunto e o que muda para as organizações que usam o SAP, desenvolvemos este conteúdo. Siga a leitura e confira!

Entenda o que é Pix e como ele funciona

O Pix é uma nova modalidade de pagamentos, que foi instituída recentemente pelo Banco Central. Dessa forma, a inovação funciona em conjunto com outras já existentes no mercado, como o DOC, o TED, os boletos, os cheques etc.
A diferença é que o Pix transfere o dinheiro para a conta desejada de forma praticamente instantânea, em apenas seis segundos. Sendo assim, em qualquer dia e horário, mesmo que seja feriado ou final de semana, bem como após o término do expediente bancário.
É bem provável que você já tenha feito um pagamento na sexta-feira, por exemplo, e o seu credor teve que esperar até a segunda para o dinheiro cair na conta, não é mesmo? Ao entender o que é Pix e como usar a solução, esse tipo de situação deixa de acontecer.
O Banco Central também disponibilizou manuais técnicos Pix, que trazem informações sobre comunicação segura, assinatura digital, certificados digitais, segurança de QR Codes, entre outros tópicos relevantes sobre o novo sistema de pagamento.
Para que o Pix funcione, os bancos e fintechs oferecem aos seus clientes, ou seja, aos usuários finais, uma conta transacional. É nela que os pagamentos instantâneos são realizados. Por isso, essa conta pode ser de depósito à vista, de pagamento, pré-paga ou poupança.

Veja como aderir aos manuais técnicos Pix e fazer transferências com agilidade

Entendido o que é Pix? Então, você sabe que o meio de pagamento é disponibilizado pelos bancos e fintechs. Por isso, para usar o novo método de transferência de valores, você deve ser cliente de alguma dessas instituições financeiras.
A opção aparece automaticamente no aplicativo ou serviço de internet banking do banco, assim como já acontece com as outras opções de transferência de valores. Dessa forma, para oferecer a modalidade Pix aos seus clientes, os bancos e fintechs devem solicitar chaves de ativação ao Banco Central. Sendo assim, a maioria das instituições bancárias fizeram a adesão, tendo em vista que os clientes estão empolgados com a novidade.
O Pix está sendo utilizado desde o dia 16 de novembro de 2020 e teve grande aceitação no mercado, como demonstra uma reportagem produzida pela CNN. Por isso, para usar o método do pagamento, o cliente bancário deve solicitar chaves de acesso, que podem ser o número do telefone, o CPF ou CNPJ, um endereço de e-mail, entre outras.
Além de saber o que é Pix, é importante que você saiba que o pagamento pode ser feito por meio da modalidade de QR Code. Nesse caso, existem dois tipos de processos: o QR Code Dinâmico e o QR Code Estático. 
De forma geral, os QR Codes dinâmicos podem ser criados, a cada venda, com várias informações dos clientes.
Já os estáticos são fixos, servindo para pagamentos recorrentes. Essa modalidade é útil para estabelecimentos comerciais, como restaurantes. Assim, o mesmo QR Code pode ser usado para cobrar todos os clientes que frequentarem o estabelecimento.

Saiba como funciona a tarifação do Pix

No que se refere às tarifações, o funcionamento ocorre de acordo com a tabela abaixo:
CIDADÃOS
EMPRESAS
GRATUITO
  • enviar e receber dinheiro em transferência;
  • fazer compras.
  • podem ser tarifados tanto o pagador quanto o recebedor;
  • quando do pagamento do Pix na situação de cobrança, que se assemelha ao boleto, o pagador não poderá ser tarifado.
PODE SER TARIFADO
  • receber dinheiro em compras;
  • uso de canais presenciais ou por telefonia de voz mesmo havendo canais eletrônicos disponíveis.
Em resumo, para as pessoas físicas, a funcionalidade Pix é gratuita. Já para as pessoas jurídicas, pode ocorrer a incidência de tarifas.
O valor desse tarifário depende do nível de parceria entre a organização e a instituição financeira. Cabe ressaltar que, a maioria dos bancos enfatiza que, para quem há a cobrança dessa tarifa, o valor é mais atrativo que o do boleto bancário.

Escotta já oferece a integração do Pix ao SAP

Se você usa sistemas SAP no setor financeiro da sua empresa, precisa fazer algumas adequações para implementar o uso do Pix. A Escotta desenvolveu pesquisas internas e levantou dados sobre o que é Pix e como ele pode ser implementado nas soluções SAP.
Por isso, estamos oferecendo soluções para integrar os pagamentos Pix ao SAP e garantir que você utilize o sistema de gestão também para essa finalidade.
Sem sombra de dúvida, entender o que é Pix se tornou necessário para as empresas, tendo em vista que essa é uma excelente novidade, que agiliza pagamentos e garante um melhor relacionamento com fornecedores e clientes.
Também é útil para compras emergenciais, em que os valores precisam ser creditados rapidamente para dar andamento aos pedidos.
Outra solução inovadora e que envolve o setor financeiro das empresas é o Risco Sacado. Leia o artigo que fala sobre esse assunto e saiba mais!

Escotta - Consultoria, Projetos e Soluções SAP
Escotta - Consultoria, Projetos e Soluções SAP