Como ter eficiência de processos produtivos com Internet of Things e SAP Leonardo?

Siga nos!

Melhorar a eficiência de processos produtivos da indústria por meio da automatização é uma meta essencial para qualquer negócio atualmente. Isso porque cada vez mais as rotinas se tornam complexas, aumentam-se os volumes de informações geradas e trabalhar com isso de forma eficiente é uma maneira de se destacar dos concorrentes e obter sucesso.

Porém, os avanços na área de automação são volumosos, de forma que se torna necessário entender quais são as implementações mais recentes e quais podem contribuir positivamente para o seu negócio.

A integração entre Internet das Coisas (Internet of Things ou IoT) e SAP Leonardo é uma das mais eficientes para o setor industrial e pode ser uma solução bem interessante para sua indústria. Continue lendo e saiba o que é de fato a Internet das Coisas, suas contribuições para a Indústria 4.0 e como sua relação com o SAP Leonardo pode ser positiva para a empresa.

O que é a Internet das Coisas?

A Internet das Coisas (Internet of Things ou IoT) é um conceito que se popularizou bastante nos últimos anos, principalmente com o crescente desenvolvimento de soluções que englobam suas características.

Está relacionado com a conexão de objetos à Internet (além dos smartphones, notebooks e gadgets vestíveis) que, por meio de sistemas automatizados, coletam informações e propõem soluções inteligentes para seus usuários de acordo com as necessidades encontradas. É a expansão da conectividade.

Um exemplo clássico doméstico é o uso da IoT em geladeiras. É possível que um sistema automatizado perceber que determinado alimento está em falta e, por meio de automação autorizada pelo usuário, realizar a compra dele com o supermercado, agendando a entrega e facilitando a vida do proprietário.

Porém, suas extensões vão muito além do uso doméstico. Ela possui uma força muito grande no setor industrial, principalmente após o surgimento da Indústria 4.0.

Qual a sua contribuição para a Indústria 4.0?

Em primeiro lugar, o conceito de Indústria 4.0 está relacionado com a Quarta Revolução Industrial, e aborda a entrada das tecnologias digitais no setor, impactando as formas de produção. Estão entre seus princípios:

  • obtenção de dados instantâneos, permitindo que decisões inteligentes e eficientes sejam tomadas em tempo real;
  • possibilidade de rastreamento e monitoramento de todos os processos de forma imediata, de forma a corrigir erros praticamente no momento em que surgem;
  • descentralização do processo de resolução de problemas e tomada de decisões;
  • produção modular.

A Internet of Things é um dos pilares mais importantes desse sistema. É por meio dela que há a possibilidade de implementar sensores, gadgets e outros itens de automação que enviarão as informações para um software de gestão automatizado, permitindo o controle dos processos de forma mais eficiente.

Além disso, a IoT também permite a descentralização de resoluções de problemas, tal como explicado acima. Por meio do próprio sistema online, pode-se corrigir erros e retornar à eficiência de processos produtivos de outrora.

O primeiro ponto que falamos depende da implementação de sistemas integrados, que auxiliarão na captação, mensuração, mineração e análise dos dados. E, para isso, uma das melhores soluções são os projetos SAP, entre eles, mais especificamente, o SAP Leonardo.

O que é o SAP Leonardo?

O SAP Leonardo é um pacote de serviços voltado para Internet das Coisas, lançado pela SAP em 2017. E três categorias dele são dedicadas especificamente para a IoT Industrial, tendo ainda outras três focadas para a Internet de Tudo, integrando outros processos produtivos.

Ele integra ainda soluções em outras áreas, não só na Internet of Things, mas também em:

  • Machine Learning;
  • funções analíticas;
  • Big Data;
  • Design Thinking;
  • Blockchain;
  • inteligência de dados.

Como a relação entre Internet das Coisas e SAP Leonardo melhora a eficiência dos processos produtivos?

Em primeiro lugar, o SAP Leonardo é uma forma de implementação da IoT no ambiente industrial, conseguindo explorar as diversas potencialidades oferecidas por essa tecnologia, a fim de melhorar a eficiência dos processos produtivos.

Seu uso permite agilizar processos nas mais diversas esferas, desde as mais simples até as mais complexas. Lembra-se do exemplo do uso doméstico da Internet of Things? Pois é, ele também é aplicável no ambiente industrial. Por meio da integração dessa ferramenta, pode-se conseguir reabastecimento automático de insumos, evitando a queda de produtividade por falta de suprimentos.

Ainda há uma série de outros benefícios para otimizar a eficiência de processos produtivos, tais como:

Automação de tarefas operacionais rotineiras

Pode-se facilitar processos operacionais, por meio de automatização de tarefas de rotina. Ganha-se, assim, agilidade, já que processos que demorariam horas de forma manual poderão ser feitos em questão de minutos. Além disso, pode-se destacar colaboradores que estejam dedicados a essas tarefas para questões analíticas, reduzindo custos no setor.

Eficiência e agilidade nas decisões analíticas

Os próprios processos analíticos são potencializados por meio do uso do SAP Leonardo, que auxilia na integração da IoT industrial. Por exemplo, gestores podem receber dados em tempo real em dispositivos móveis ou, até mesmo, nos “wearables”.

Precisa de uma tomada de decisão rápida e ágil? Torna-se possível. A qualquer momento, em qualquer lugar. Assim diminui-se as quedas de produtividade e resolve-se problemas urgentes em questão de minutos.

Redução de problemas com manutenção e melhor segurança para o colaborador

Os diretores recebem informações relacionadas à produtividade e funcionamento do maquinário industrial no sistema. A partir de mudanças sutis, torna-se possível perceber quando um determinado item está começando a apresentar defeitos ou necessidade de manutenção.

Por exemplo, o gestor pode perceber que houve uma queda de 10% no tempo de produção de determinada máquina. Mesmo que ela não tenha apresentado um defeito claro ainda, o responsável poderá agendar uma manutenção preventiva, a fim de realizar os reparos necessários para recuperar a eficiência total.

Assim previne-se perda de produtividade devido a um aparelho defeituoso inutilizado. Além disso, máquinas com problemas podem, posteriormente, gerar riscos de segurança para os colaboradores. A partir desse acompanhamento, pode-se prevenir acidentes graves futuros.

Recebimento e integração de dados importantes para a gestão industrial

Por meio do sistema SAP e sensores integrados nos processos industriais, pode-se receber informações automaticamente no ERP, de forma a ter, em um dashboard eficiente, os dados essenciais, explícitos de forma clara para os gestores.

Gera-se um maior controle do que está ocorrendo no chão da fábrica, bem como permite uma gestão integrada do negócio, gerenciando toda a cadeia produtiva de forma eficiente, desde o recebimento de insumos até a chegada ao cliente final.

A percepção integrada da empresa permite a criação de soluções que auxiliem em diversos setores da indústria, encontrando saídas inteligentes e realmente eficientes, que contribuirão positivamente para o aumento da produtividade e gerando diferencial competitivo no mercado.

Com isso percebe-se que o uso do SAP é essencial para conquistar a tão sonhada eficiência de processos produtivos, potencializando resultados e rentabilidade em sua empresa.

Gostou do artigo? Aproveite e confira quais são as novidades dos projetos SAP para 2018 e descubra o que eles oferecem de melhor para sua organização!

O que eu preciso saber sobre machine learning?