Como o BRF+ pode ajudar na escrituração correta das notas fiscais?

Veja como o BRF+ na escrituração das notas fiscais pode otimizar o setor contábil da sua empresa!
Publicado em
Por Gian Carvalho
Como o BRF+ pode ajudar na escrituração correta das notas fiscais?
Como o BRF+ pode ajudar na escrituração correta das notas fiscais?

O uso do BRF+ na escrituração das notas fiscais é algo que tem crescido muito nas empresas que utilizam as soluções SAP. Por meio desse recurso, o trabalho pode ser otimizado e a companhia consegue ter mais organização nos setores financeiro e contábil.

Reunimos neste artigo, uma série de informações que mostram como utilizar esse framework e melhorar os resultados na sua empresa. Por isso, se quiser saber mais sobre o assunto, não deixe de seguir com a leitura!

Entenda o que é o BRF+

O BRF+ pode ser definido como um framework da SAP que funciona como um set de regras. Ele serve, principalmente, para validar o que pode ou não pode ser feito.

Ele é usado para implementar regras de qualquer tipo na empresa. Assim, se alguém for fazer uma compra, por exemplo, só poderá finalizar o processo de pagamento se estiver autorizado no sistema para isso.

O BRF+, portanto, é um motor de regras do SAP NetWeaver. Ele tem como principal função servir como um repositório de regras de construção e de motor de execução de atividades standard no SAP.

Por meio dessa ferramenta, os usuários do SAP podem criar aplicações específicas com uma programação visual bastante lógica e amigável.

A grosso modo, podemos dizer que o BRF+ é como um “pen-drive”, que se colocado em uma máquina passa a exigir o cumprimento de uma série de regras para que as tarefas sejam executadas.

BRF+ na escrituração das notas fiscais: como funciona?

O uso do BRF+ na escrituração das notas fiscais tem se tornado bem comum. Vamos imaginar uma situação prática em que isso é aplicado!

As empresas de grande porte recebem um número enorme de notas fiscais para pagamento todos os meses. Tudo isso é deduzido nos impostos que devem ser recolhidos.

Ou seja, os impostos referentes aos pagamentos das notas são pagos no ato e não posteriormente, quanto é feita a declaração dos rendimentos tributários.

Para isso, no entanto, algumas regras fiscais devem ser respeitadas. A esse processo de entrada, se dá o nome de escrituração fiscal.

O BRF+ funciona justamente como uma camada que faz com que as notas não sejam cadastradas de forma errada no sistema. Assim, se evitam que erros ou falhas fiscais aconteçam.

As regras criadas podem ser de todo e qualquer tipo, conforme a necessidade da empresa. São exemplos de regras: não pode ter imposto negativo, não pode comprar material de revenda, não pode colocar impostos fiscais etc.

A ideia é que se possa pensar em todas as possibilidades de erros e se criem regras para evitar que eles ocorram.

Dessa forma, todos os erros deixarão de acontecer. Afinal, quando a nota for emitida, se estiver descumprindo alguma regra, não será aceita pelo SAP.

De tal maneira, será necessário primeiramente corrigir a falha, para que depois se possa realizar novamente o trabalho em questão.

Esse movimento é essencial para que as empresas tenham que pagar multas ou prestar contas ao Fisco.

Viu como usar o BRF+ pode ser útil na sua empresa? Além desses benefícios, o framework conta com uma interface customizável e de fácil utilização.

Com o uso do BRF+ na escrituração das notas fiscais, você acaba com os problemas relacionados aos pagamentos de impostos indevidos e escrituração contábil.

Gostou da ideia e quer contar com essa solução inovadora no setor financeiro ou de contabilidade da sua empresa? Então, entre agora em contato com os nossos consultores! Estamos à disposição para atendê-los da melhor maneira possível.

COMPARTILHAR
BRASIL
Curitiba PR • São Paulo SP • Joinville SC
CHILE
Concepción • Santiago
SAP Silver Partner

A ESCOTTA utiliza cookies e outras tecnologias neste website de acordo com a LGPD (Lei 13.709/18) e demais informações da nossa Política de Privacidade.