As empresas prestadoras de serviço também podem se beneficiar com a inteligência de análise fiscal, utilizando o SAP NFSe Inbound. Por meio dessa ferramenta, as notas fiscais dão entrada automaticamente no sistema, conforme forem emitidas.

Porém, a prática do Inbound para notas fiscais de serviço é um pouco diferente do que acontece para as notas fiscais de produtos. Explicaremos SAP NFSe Inbound funciona, a seguir.

A emissão das notas fiscais de serviço

Quando falamos em uma NFe, estamos nos referindo a um documento que é emitido em nível estadual. Ou seja, as empresas fazem a emissão e recolhem o chamado Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para os estados em que estão sediadas.

A nota fiscal de serviço eletrônica (NFSe) é um documento emitido em nível municipal. Para isso, as empresas devem se cadastrar na prefeitura de suas cidades para conseguir emiti-la. Além disso, o tributo recolhido é o Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS), uma arrecadação que fica para o município.

Escotta - Consultoria, Projetos e Soluções SAP

É aí que surge uma dificuldade para as empresas! Como o Brasil é um país com 5.570 municípios, cada um deles têm uma metodologia diferente para fazer a emissão da NFSe. Não acontece da mesma forma que a NFe, que tem um mesmo modelo para todos os estados brasileiros. Uma NFe do Paraná é igual a uma do Rio Grande do Sul ou de São Paulo, por exemplo. 

Porém, a NFSe é diferente de cidade para cidade. Isso dificulta que ocorra a automatização no recebimento, já que o sistema precisa ler informações diferentes. A nota de Curitiba é diferente da de Porto Alegre, por exemplo.

SAP NFSe Inbound: a solução proposta pela Escotta

Para solucionar esse problema, a Escotta desenvolveu uma solução, chamada de SAP NFSe Inbound. A ideia é que possa usar a mesma ferramenta de NFe para a NFSe. 

A solução tem uma camada de interface, que recebe a nota de serviço e a converte para o formato eletrônico. De tal maneira, se automatiza o que até então não se poderia automatizar.

Com o NFSe Inbound, quando alguém presta um serviço para uma empresa e envia a NFSe, ela dá entrada no sistema e é convertida para um formato padrão, independentemente do município em que foi emitida. De tal maneira, o ciclo de registro e cadastro da nota acontece de maneira automatizada, assim como ocorre quando um produto é comprado pela companhia.

Entenda como a NFSe Inbound funciona

Ao trabalhar com NFe, a empresa recebe o arquivo do seu fornecedor ou pega direto no governo, fazendo uma busca no site da Secretaria da Fazenda. Para a NFSe, a entrada é um pouco diferente, sendo necessário fazer uma busca com a prefeitura do município em que o documento foi emitido. Outra opção é o usuário carregar o arquivo em PDF encaminhado pelo prestador de serviço.

Depois disso, o sistema faz um mapeamento das informações e as desmembra, organizando em um formato padrão, que pode dar a entrada no SAP. A partir daí, o processo do NFSe Inbound funciona da mesma maneira que o NFe Inbound, a nota é cadastrada, o registro é realizado e o pagamento do fornecedor realizado.

O NFSe Inbound é muito prático e contribui para que as companhias tenham resultados mais efetivos na atividade. Todo o processo é realizado sem burocracias e seguindo as legislações vigentes no Brasil para a emissão e recebimento de notas fiscais eletrônicas de serviço.

Escotta - Consultoria, Projetos e Soluções SAP

Uma atividade que antes levava tempo para ser feita, já que era necessário cadastrar manualmente todas as notas de serviços recebidas, agora é realizada em poucos minutos. Tudo de maneira muito simples, para que se possa ter mais resultados positivos.

Benefícios do NFSe Inbound para as empresas

A prática do NFSe Inbound é bastante benéfica para as empresas. Veja, na sequência, algumas das vantagens que são obtidas com esse processo.

Redução do uso de papel

As notas cadastradas no sistema são recolhidas com as prefeituras ou enviadas pelos prestadores de serviço em formato PDF. De tal maneira, não é preciso receber os documentos impressos, tampouco fazer a impressão na empresa.

Assim, com a inteligência de análise fiscal para serviços, se consegue reduzir a quantidade de papel gasta pela companhia. Isso não gera apenas menos gastos financeiros, mas também dá ganhos de imagem perante o público, pois a empresa poderá se dizer mais sustentável.

Diminuição de erros nos lançamentos

Quando as notas de serviço são lançadas manualmente, a ocorrência de erros é muito comum. Números podem ser digitados errados, fazendo com que os pagamentos não sejam efetivados corretamente.

Também podem ser digitados valores errados para o pagamento dos serviços, fazendo com que a empresa pague mais ou menos do que deveria para os seus fornecedores. Tudo isso gera muito retrabalho e dor de cabeça.

Quando os processos são automatizados, os erros humanos deixam de acontecer. Sem precisar digitar todas as numerações e outras informações, as falhas não ocorrem!

Recebimento de notificações

Ao implementar o NFSe Inbound, a empresa recebe notificações de eventos relacionados às notas fiscais. Se acontecer algum cancelamento, alteração ou correção nas informações, por exemplo, serão recebidos informativos. Assim, é possível acompanhar os projetos mais de perto.

Se você tinha problema para fazer o registro de notas fiscais de serviços no SAP, agora encontrou a solução. O SAP NFSe Inbound é uma solução que veio para ajudá-lo nessa tarefa, contribuindo para a transformação digital da sua companhia.

Para mais informações sobre o assunto ou fazer a implementação na sua empresa, entre em contato conosco!

Escotta - Consultoria, Projetos e Soluções SAP