Seu emprego poderá ser extinto

Siga nos!

O mundo está mudando. Nos últimos anos, tivemos um boom de novas tecnologias que mudaram a nossa vida, e as transformações estão só começando. Perceba quantas coisas mudaram no seu dia a dia nos últimos anos!

Só na vida pessoal tivemos a inserção dos dispositivos mobile e aprendemos a estar sempre conectados. Muitas informações, dados em tempo real, necessidade de resolução de questões de forma imediata e precisa, entre tantas outras questões mudaram nossa percepção de mundo nos últimos anos.

Imagine agora os impactos disso tudo no ambiente profissional! São diversas as implicações nos mais diferentes setores, e uma das consequências imediatas é: seu emprego poderá ser extinto. Você tem dimensão disso? Se ainda não tem, continue a leitura deste post e tire suas dúvidas sobre o assunto.

Por que seu emprego poderá ser extinto?

A verdade é que a automação veio para facilitar os processos empresariais e gerar mais precisão no dia a dia. No entanto, isso impacta diretamente na necessidade de existência de algumas profissões nesse novo contexto.

A automação está vindo como um tsunami, e a substituição do trabalho se torna inevitável. A criação de sensores acoplados a todos os tipos de objetos e dispositivos, algoritmos cada vez mais inteligentes e robótica de precisão são alguns dos exemplos de tecnologias que impactam significativamente as rotinas laborais.

O mundo está mudando e não há mais chance de retorno. Entregas com drones, carros autônomos nas ruas, casas construídas por impressoras 3D, robôs que realizam atividades domésticas… Ficção? Não, realidade!

Todas essas inovações estão disponíveis e prontas para ganhar escala. Tudo isso baterá à sua porta em breve. A Domino’s, por exemplo, já entrega pizzas utilizando drones. Sem trânsito, elas chegam quentinhas, sem demora.

Os carros autônomos estão por toda parte no vale do silício, e as empresas como a Uber investem cada vez mais nesse tipo de tecnologia. Que tal ir cochilando para o trabalho, sem precisar dirigir depois de ter embalado seu filho com febre durante a noite? Perfeito, não é mesmo?

O futuro chegou. Era aquele que anos atrás imaginávamos estar distante, mas ele chegou. Tudo o que pensávamos em termos de tecnologia já está praticamente disponível ou muito próximo de acontecer. Teremos que ser muito criativos para pensar em um novo futuro, pois a nossa ficção científica já está defasada. Com isso, diversas atividades estão ficando cada vez mais obsoletas, tal como veremos a seguir.

Quais profissões estão em xeque?

É importante saber quais são as profissões que estão em xeque nesse novo cenário. Afinal, ninguém quer ficar sem emprego, não é mesmo?

Por isso, é importante saber se a sua atual atividade está entre as que sumirão nos próximos 20 anos por meio da automação de atividades. A maioria delas será extinta devido à substituição por robôs e sistemas de automação.

É certo que todas as profissões que, de alguma forma, puderem ser automatizadas, serão substituídas por sistemas inteligentes e robôs ao longo dos próximos anos.

Ou seja, se você está no rol dessas atividades, fique atento! É hora de começar a pensar em realocação de mercado para não ficar desempregado quando isso se tornar uma realidade.

Até mesmo os cirurgiões médicos poderão entrar nessa dança das profissões extintas. Se você ainda não assistiu, veja o vídeo do robô cirurgião. Agora imagine esse mesmo robô sendo abastecido com informações de milhões de cirurgias já realizadas.

Mesmo um cirurgião com 40 anos de profissão e “apenas” alguns milhares de procedimentos realizados ficaria no chinelo. Toda a experiência adquirida ao longo de horas e horas de trabalho não seria diferencial frente a um robô que pode receber uma carga bem maior de conhecimento em um setup de poucos segundos.

Além disso, o índice de erros de um robô na realização de procedimentos é bem menor do que o de um ser humano, que fica cansado, pode realizar julgamentos errados e tem uma velocidade de decisão menor do que a de uma máquina.

Os supercomputadores da IBM também estão desafiando a inteligência humana. Já existem escritórios de advocacia nos Estados Unidos que utilizam inteligência artificial para realizar em segundos o mesmo trabalho que advogados levariam semanas para fazer. Acredite: o resultado do computador é muito mais acertado.

Atualmente os computadores identificam câncer de pele com mais precisão do que qualquer médico. Imagens de manchas de pele dos pacientes são confrontadas com bancos de dados contendo milhões de outras referências, com e sem câncer, o que jamais um humano seria capaz de fazer.

Quais são os empregos do futuro?

Já pensou que todo o seu conhecimento até hoje pode não ser útil amanhã? Pois é. Por isso é essencial se preparar para o amanhã, para não ser pego de surpresa. É claro que ainda haverá profissões importantes e essenciais, que dependerão dos humanos para serem realizadas — é nessas atividades que você deve focar caso deseje se manter ativo nos próximos anos.

Se você está começando a sua vida profissional agora, é uma ótima oportunidade para fazer as escolhas adequadas, garantindo estabilidade e qualidade de vida, bem como construir um bom nome no mercado.

Entre as principais profissões estão aquelas ligadas diretamente à Inteligência Artificial. Essa é a tecnologia do futuro e que serve como base justamente as ações dos robôs e as soluções automatizadas que citamos acima.

Para que elas sejam eficientes, é necessário ter operadores, programadores e analistas capazes de gerar essas tecnologias, atrelando-as às rotinas empresariais essenciais. É necessário, por exemplo, ter pessoas capazes de analisar os dados encontrados por sistemas de Machine Learning, que saberão realizar as mudanças necessárias apontadas pelos robôs e algoritmos nos casos em que eles não podem realizar o processo sozinhos.

É aí que está a atual brecha do mercado: saber encontrar o espaço no meio de tanta automação. Por isso, é essencial acompanhar quais serão as principais profissões do futuro e se preparar para elas.

Gestor de desenvolvimento de Inteligência Artificial

Essa é, definitivamente, a profissão do futuro. Gestores responsáveis pelo desenvolvimento de soluções cada vez mais eficientes na área de Inteligência Artificial encontrarão um mercado cada vez mais aquecido e propenso a novas oportunidades.

Uma das principais vantagens é que a Inteligência Artificial pode ser implementada nos mais diversos campos de atuação: saúde, indústria, negócios, vendas, tecnologia, análise de dados, inteligência empresarial, entre outros.

Profissionais com bom domínio técnico, criatividade e que saibam aplicar as técnicas nas mais diferentes áreas, além de terem seus empregos garantidos, se certificarão de conquistar uma boa reputação no mercado, bem como remunerações proporcionais à sua importância no atual contexto. Desejável, não é mesmo?

Mestre em Edge Computing

Edge Computing é outra área que está em alta nos últimos tempos, principalmente devido à Internet das Coisas (IoT ou Internet of Things). Esse tipo de computação é um modelo no qual permite-se a agilização do fluxo de dados gerados pela IoT, estendendo as ações de cloud computing.

Esses dois pontos (IoT e cloud computing) ganham cada vez mais destaque no cenário de automação, e aqueles que dominarem essa área conseguirão bons resultados no longo prazo na área. Tal como os gestores de desenvolvimento de Inteligência Artificial, serão profissionais renomados e que conseguirão boa qualidade de vida com ótimas remunerações.

Técnico de saúde assistida por IA

Você tem dificuldades em lidar diretamente com programação? Sem problemas! Há espaço também para aqueles que trabalham de forma indireta com ela. Uma opção que será destaque no futuro é o técnico de saúde assistida por IA.

Esse profissional utilizará as soluções de Inteligência Artificial para trabalhar na área da saúde, de forma a realizar procedimentos, análises e diagnósticos mais precisos por meio dos dados obtidos graças às novas tecnologias.

Aparelhos vestíveis geram informações como frequência de batimentos cardíacos, aferição de pressão, índice de atividades físicas, dados de glicemia, entre outros. Por meio dessas informações, o técnico de saúde consegue analisar os dados gerados e mensurados por meio de um sistema automatizado e chegar a diagnósticos mais precisos, podendo até mesmo prevenir doenças antes de elas aparecerem.

Por meio dos dados de dispositivos móveis focados em saúde, pode-se gerar informações que indiquem hábitos não saudáveis que, futuramente, possam causar um infarto ou outras doenças cardiovasculares. Assim, o técnico de saúde poderá checar essas informações, conscientizar o paciente e prevenir situações graves futuramente, que podem prejudicar seriamente a vida da pessoa.

Esse é apenas um exemplo de como há profissões no futuro, mesmo fora da área de tecnologia, e que dependem diretamente das mudanças cada vez mais aceleradas do contexto atual.

É importante ter consciência dessas informações, pois o que você aprendeu até hoje pode não servir para nada amanhã. Imagine essa onda de inteligência artificial chegando até a sua área de conhecimento. Será que você realmente está agregando tanto valor assim ou será facilmente substituído?

Já passou o tempo em que robôs ameaçavam somente atividades operacionais de chão de fábrica, com pouco raciocínio lógico. Agora eles ameaçam os mais inteligentes dos inteligentes. Nem mesmo Kasparov conseguiu vencer sua partida de xadrez, e olha que já faz tempo!

Seu filho está na escola? O que ele deseja ser? Médico? Advogado? Será que ele não deveria ser um engenheiro de robôs? Um cientista de dados? Por que não incentivá-lo a adentrar nas áreas tecnológicas e garantir um futuro mais promissor?

No futuro, os melhores salários estarão atrelados a atividades com alto preparo tecnológico, pois seus colegas de trabalho serão robôs, e será necessário ter expertise para lidar com todas as mudanças que isso implica.

Portanto, fique atento! Repense sua situação profissional atual e veja novas possibilidades de atuação. Seu emprego atual poderá ser extinto, mas isso não significa que você tem que ficar fora do mercado. O futuro será daqueles que saberão se reinventar e acompanhar as novas tendências do mercado, sem serem totalmente substituídos pelos sistemas automatizados e robóticos.

Lembre-se: não veja os robôs como inimigos. Eles serão importantes aliados na sua vida profissional, já que conseguirão auxiliá-lo a realizar tarefas de forma mais precisa e eficiente. Afinal, foi para isso que eles foram criados: para facilitar o dia a dia empresarial.

Achou esse conteúdo interessante? Então aproveite para compartilhá-lo nas redes sociais e auxilie seus amigos a encontrarem melhores soluções para suas carreiras!

como-ter-eficiencia-de-processos-produtivos-com-internet-of-things-e-sap-leonardo_1